Top 10 dos derradeiros locais para ver vida selvagem

De acordo com o Lonely Planet, estas são as regiões mais selvagens do nosso planeta. Assim, se amas animais selvagens, vida marinha, vegetação luxuriante e paisagens únicas, deves continuar a ler.

Belize

Belize está repleto de áreas de vida selvagem acessíveis, incluindo parques selvagens que transbordam de vida selvagem e ilhotas cheias de vida marinha. É necessário um guia para conseguir encontrar as espécies raras, como o tapir de Baird ou as araras vermelhas, mas é garantido que também conseguirás encontrar muitas criaturas por tua própria conta. Nada com tubarões e raias ou aprecia os animais terrestres como pacas (porcos da Guiné gigantes) e jaguares no Santuário de Vida Selvagem Cockscomb Basin. Este santuário de vida selvagem fica à distância de uma viagem de carro de duas horas e meia a partir da cidade do Belize.

belize-selvagem

Bolívia

Graças à geografia variada da Bolívia, à escassa população humana e a falta de desenvolvimento, os seus parques naturais oferecem alguns dos melhores lugares do mundo para observar a vida selvagem. O Parque Nacional Madidi é um dos ecossistemas mais intatos da América do Sul. Esta utopia selvagem é o lar de uma variedade fantástica de vida selvagem da Amazónia, incluindo 44% de todas as espécies de mamíferos do Novo Mundo, 38% das espécies tropicais de anfíbios, mais de 10% de todas as espécies de pássaros que a ciência conhece e mais espécies protegidas do que qualquer outro parque do mundo. A Reserva Maididi fica no Departamento de La Paz, 30 quilómetros a oeste de Rurrenabaque anwaknr. É melhor visitares esta região durante a estação seca (de maio a outubro).

Botswana

Um safari (que significa “nós vamos” em Swahili) é a melhor forma de aceder aos melhores parques de vida selvagem do Botswana. Com cerca de 35% do país incluído em áreas protegidas, há muitos locais que te podem colocar na presença de leões, hipopótamos, elefantes, zebras, girafas e antílopes. Há também muitas oportunidades para saborear as pequenas coisas da vida, como os besouros do estreme ou os lagartos que dançam na areia.

Botswana-vida-selvagem

Grande Barreira de Coral, Austrália

A natureza convocou todas as cores da sua vasta palete e aplicou-as com detalhes requintados na Grande Barreira de Coral. O recife é uma das sete maravilhas naturais do mundo; estende-se ao longo de 200 quilómetros e é totalmente composta por organismos vivos. É o sistema de corais mais extenso do mundo e sustenta uma variedade espantosa de espécies marinhas, incluindo tartarugas, tubarões, peixes e corais. Estacionada ao longo de vários pontos da costa de Queensland encontramos uma armada de barcos turísticos para transportar mergulhadores e praticantes de snorkeling até ao recife. De novembro a fevereiro é a época da nidificação das tartarugas em North West Island, a 75 quilómetros de Gladstone. Partem catamarans de Rosslyn Bay quatro vezes por semana.

recife-de-australia

Costa Rica

As selvas exuberantes da Costa Rica são o lar de macacos brincalhões, preguiças lânguidas, crocodilos, inúmeros lagartos, rãs venenosas e uma grande diversidade de aves exóticas, insetos e borboletas. Tartarugas marinhas ameaçadas nidificam em ambas as costas e as florestas de nuvens protegem aves raras e gatos selvagens. A Costa Rica dedica-se à conservação, oferecendo mais de 27% do país à natureza. Os parques são facilmente acessíveis para os viajantes independentes, ainda que existam normais no que diz respeito ao número de visitantes permitidos em cada momento. Para poderes ver a floresta tropical e espécies raras deves dirigir-te 300 km a sul de San Jose, a Palmar, onde encontrarás o único acesso público ao Parque Nacional Piedras Blancas.

costa-rica-selvagem1 costa-rica-selvagem2

Everglades, EUA

O maior parque de vida selvagem subtropical dos EUA, o Parque Nacional de Everglades é um pântano maravilhoso. É um local onde se reúnem os entusiastas da observação de aves para apreciar grandes espécies de pernaltas, como garças, cegonhas da madeira e colhereiros. É também o único lugar do mundo em que coabitam jacarés e crocodilos. Os caminhos dentro do parque permitem que caminhe ou que ande de bicicleta em trajetos rodeados de jacarés – e tudo isto à distância de 45 minutos de carro do centro de Miami. O parque está aberto durante todo o ano, mas o acesso a algumas zonas pode ser restringido na temporada húmida de verão.

Everglades-Vida-Selvagem

Quénia

Existe uma diversidade tão impressionante de animais que é provável que sofras um torcicolo no pescoço, por estares constantemente a estica-lo em busca de animais e pássaros. Os safaris são a forma mais comum de aceder à vida selvagem, mas também podes fazê-lo pelos teus próprios meios. Muitas pessoas optam por fazer um safari para visitar um parque onde têm mais probabilidades de ver os “cinco grandes”: elefantes, rinocerontes, leopardos, leões e búfalos, mas estes locais também estarão cheios repletos com outros entusiastas da vida selvagem.

Kenya-Cheetah-selvagem

Ilhas Galápagos, Equador

Esta cadeia de ilhas oferece uma experiência de vida selvagem capaz de marcar a tua vida. Testemunha o punhado de animais, que de alguma forma, conseguiram chegar aqui, a 1000 quilómetros do território continental do Equador, ficando isolados durante eras e perdendo todo o medo de predadores. Segue os passos de Charles Darwin, cuja teoria da evolução terá nascido a partir da sua visita a estas ilhas, em 1830. Faz um cruzeiro pelas ilhas vulcânicas. Irás ver iguanas, leões-marinhos e patolas de pés azuis, apenas para citar alguns dos animais. Deves ter cuidado durante a tua visita; o turismo pode ter um efeito negativo no seu ecossistema delicado. Os barcos entre as ilhas de San Cristóbal, Santa Cruz e Isla Isabela devem custar menos de 30 euros; reserva os hotéis de forma antecipada (os preços dos quartos variam entre os 50 e 500 euros por noite).

galapagos-selvagem

galapagos-selvagem2

Madagáscar

Os parques nacionais de Madagáscar são de forma justa famosos entre os aficionados de vida selvagem de todo o mundo. Os lémures são a sua atração mais conhecida (desde a variedade de barriga vermelha até à de anel na cauda), mas também há uma grande variedade de aves e répteis estranhos e maravilhosos – mantém o teu olhar atento aos camaleões. Num país de diversidade, muitas vezes montanhoso, os parques são mais acessíveis para quem contrata veículos inteiramente autossuficientes, embora as excursões organizadas também sejam uma opção.

madagascar-selvagem

Borneo na Malásia

Se tens um grande desejo de ver macacos, então o Parque Nacioanal Bako é a escolha certa – é o melhor local para ver o raro macaco-narigudo e outros macacos comuns. A melhor forma de visitar este parque é fazer a caminhada de 30 quilómetros de trilhas bem marcadas no interior do parque. Também vale a pena visitar o Santuário de Orangotangos do Borneo: no Centro de Reabilitação de Vida Selvagem em Sarawak e no Centro de Reabilitação de Sepilok em Sabah. Os autocarros circulam diariamente de Kuching até Bako Market, a partir daí é um passeio de barco de 30 minutos até ao parque nacional.

borneo-selvagem

borneo-selvagem2

borneo-selvagem3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *