As Crianças mais Felizes do Mundo Vivem ali

O que é a felicidade para as crianças de hoje? A versão mais recente da playstation? O último modelo do iPhone ou do iPad? Os pais já não os deixam sair e brincar na rua como antigamente canada goose coats nyc https://www.canada-goosejacketsale.org Canada Goose chilliwack parka outlet discounts, mas também me parece que nem eles querem. Preferem, muitas vezes, ficar em casa em frente ao computador.

Pensei que a minha infância, passada a brincar nas ruas de uma cidade pequena ou na aldeia da minha avó durante o verão, tivesse sido a mais maravilhosa do mundo. Para mim até foi, mas quando vi as fotos do fotógrafo Réhahn, percebi que há infâncias onde a felicidade é verdadeira e plena, e que eu tive apenas um gostinho dessa felicidade própria da infância!

Ele fotografou as crianças de povos “esquecidos” em ilhas remotas, que ainda vivem como antigamente em harmonia com a natureza, passando o dia em pequenos barcos e sobrevivendo da pesca.

Aqui a tecnologia e o “avanço” da sociedade ainda não chegaram. A ilha onde foram tiradas as fotografias abaixo, Tabbalanos, encontra-se na região do Triângulo dos Corais – Indonésia, Malásia e Filipinas – onde vive um povo que mora, literalmente, no mar: o Bajau. Chamam-lhes os ciganos do mar!

OmaldAldeia

A tribo permitiu que o fotógrafo vivesse junto deles por uns dias. Assim que chegou, o fotógrafo foi cercado por crianças curiosas e centenas de sorrisos! A diversão entre elas foi total e foi então registada pelo fotógrafo, que conseguiu capturar imagens incríveis nas águas cristalinas, onde todos passam a maior parte do tempo e têm uma conexão intensa com o oceano, desenvolvendo-se e crescendo em torno da pesca e da caça.

Aldeia-Tatang

A relação das suas vidas com o mar é tão forte que as próprias crenças são influenciadas e desenvolvidas pelo oceano. Os Bajaus acreditam que há espíritos nas correntes, nas marés, nos recifes, etc.

65% da população segue religiões étnicas tradicionais e 30% são islâmicos.

rehahn-malaysia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *